CATÓLICOS ALEMÃES OBRIGADOS A PAGAR IMPOSTO AOS BISPOS PARA NÃO SER EXCOMUNGADOS.

CATÓLICOS ALEMÃES OBRIGADOS A PAGAR IMPOSTO AOS BISPOS PARA NÃO SER EXCOMUNGADOS.

Os bispos alemães progressistas acusam a Congregação para a Doutrina da Fé de ser culpada de atrasar as reformas do Papa Francisco.

Pelo contrário, penso que a Congregação para a Doutrina da Fé deve se manifestar a este ponto sobre o “Kirchensteuer”, o imposto que todos os católicos na Alemanha são obrigados a pagar em favor da Conferência Episcopal, sob pena de excomunhão. Na Alemanha, casais homossexuais podem ser abençoados sem incorrer em sanções canônicas, mas se alguém não pagar o imposto aos bispos, será efetivamente excomungado. A Conferência Episcopal decretou, de fato, que quem se recusar a assinar o Kirchensteuer não poderá mais confessar, receber a comunhão ou confirmação e, no momento da morte, não poderá receber um funeral católico. O critério de pertencer à Igreja Católica em vez de se basear na fé que todo católico recebe com o batismo é reduzido ao pagamento de um imposto, o que faz da Conferência Episcopal alemã o mais poderoso órgão burocrático da Igreja no mundo. Hereges e cismáticos notáveis, incluindo padres e bispos, não são sancionados, enquanto a excomunhão é aplicada aos leigos por um ato contra o qual o direito canônico não prevê qualquer penalidade.

TEMOS QUE PAGAR PARA SERMOS CATÓLICOS? Espero que os Bispos “católicos” possam responder com a verdade, sob pena de sua morada eterna no inferno … se ainda acreditam nisso!