PROFISSÃO ANTILUTERANA DE FÉ

PROFISSÃO ANTILUTERANA DE FÉ

Lemos a Profissão de Fé antiluterana que foi promulgada pelo Papa Pio IV em 1564 na conclusão do Concílio de Trento.

A primeira parte lembra o Credo, a segunda é uma resposta precisa ao luteranismo.

Eu N. … com fé certa creio e tudo professo e individualmente o que está contido no símbolo da fé utilizado pela Santa Igreja Romana, isto é:

  • Eu acredito em um Deus, Pai Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis.
  • Eu creio em um Senhor, Jesus Cristo, o Filho unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os tempos: Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado, da mesma substância que o Pai; por meio dele todas as coisas foram criadas. Para nós, homens e para a nossa salvação, ele desceu do céu e, por obra do Espírito Santo, se encarnou no seio da Virgem Maria e se fez homem. Ele foi crucificado por nós sob Pôncio Pilatos, morreu e foi sepultado. No terceiro dia ele ressuscitou, de acordo com as Escrituras, ele ascendeu ao céu, está sentado à direita do pai. E ele virá novamente em glória para julgar os vivos e os mortos, e seu reino não terá fim.
  • Creio no Espírito Santo, que é Senhor e dá vida, e procede do Pai e do Filho. Com o Pai e o Filho ele é adorado e glorificado, e falou por meio dos profetas.
  • Eu acredito na Igreja, uma, Santa Católica e Apostólica.
  • Confesso apenas um Batismo para perdão dos pecados.
  • Aguardo a ressurreição dos mortos e a vida do mundo vindouro.

Amém.

  • Admito e aceito firmemente as tradições eclesiásticas e outras observâncias e constituições da mesma Igreja.
  • Admito também a Sagrada Escritura de acordo com a interpretação que a Santa Madre Igreja deu e dá, que é responsável por julgar o sentido genuíno e a interpretação das Sagradas Escrituras, nem jamais irei entendê-la e interpretá-la exceto de acordo com o consentimento unânime dos pais.
  • Confesso também que existem sete sacramentos reais da Nova Lei instituídos por Jesus Cristo nosso Senhor e necessários, embora não todos, para a salvação da humanidade, a saber: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Extrema Unção, Ordem e Casamento; e que infundem graça, e que o Batismo, a Confirmação e a Ordem não podem ser reiteradas sem sacrilégio.
  • Eu também aceito e reconheço os ritos admitidos e aprovados da Igreja Católica para a administração solene de todos os sacramentos listados acima.
  • Acolho e aceito em todas as partes tudo o que foi definido e declarado no Sagrado Concílio de Trento a respeito do pecado original e da justificação.
  • Da mesma forma, creio que na Missa um verdadeiro, próprio e propiciatório sacrifício é oferecido a Deus pelos vivos e pelos mortos, e que no Santíssimo Sacramento da Eucaristia há verdadeira, verdadeira e substancialmente o Corpo e o Sangue junto com a Alma e a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, e que a conversão de toda a substância do pão em corpo e de toda a substância do vinho em sangue ocorre, conversão que a Igreja Católica chama de transubstanciação.
  • Também confesso que sob uma espécie somente Cristo é recebido inteiro em um verdadeiro sacramento.
  • Acredito sem hesitar que o Purgatório existe e que as almas ali presas são ajudadas pelos votos dos fiéis; da mesma forma, que os santos que reinam com Cristo devem ser venerados e invocados, que eles oferecem suas orações a Deus por nós e que suas relíquias devem ser veneradas.
  • Declaro com firmeza que as imagens de Cristo e da sempre Virgem Mãe de Deus, bem como de outros santos, podem ser retratadas e conservadas, e que lhes deve ser dada a devida honra e veneração.
  • Afirmo também que o poder das indulgências foi conferido à Igreja por Cristo e que seu uso é do maior benefício para o povo cristão.
  • Reconheço a Santa Igreja Católica e Apostólica Romana como mãe e mestra de todas as Igrejas, e prometo e juro obediência ao Pontífice Romano, sucessor de São Pedro, príncipe dos apóstolos e vigário de Jesus Cristo.
  • Ainda aceito e professo sem dúvida todas as outras coisas ensinadas, definidas e declaradas pelos cânones sagrados e em particular pelo sagrado Concílio de Trento e, ao mesmo tempo, também condeno, rejeito e anatematizo todas as doutrinas contrárias e qualquer heresia condenada, rejeitada e anatematizada pela Igreja.
  • Eu, N. … prometo, me comprometo e juro, com a ajuda de Deus, manter e manter tenazmente intacta e imaculada até o último suspiro de vida esta mesma verdadeira fé católica, fora da qual ninguém pode ser salvo, que agora eu espontaneamente professo e admito com convicção, e para assegurar, no que me diz respeito, que seja realizada, ensinada e pregada aos meus súditos e àqueles cujos cuidados serão confiados em meu ministério: assim eu juro, então eu prometo e juro.

Então me ajude Deus e estes santos Evangelhos de Deus.