Faça a sua Doação!

      

Quem está Online!

Nós temos 314 visitantes online
4º Domingo do Advento PDF Imprimir E-mail
anunciacao_gabriel_maria

1ª Leitura - 2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16
Salmo - Sl 88,2-3.4-5.27.29 (R.2a)
2ª Leitura - Rm 16,25-27
Evangelho - Lc 1,26-38

"Faça-se em mim segundo a Tua palavra!"

"Naquele tempo: 26O anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: 'Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!' 29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: 'Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim'. 34Maria perguntou ao anjo: 'Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?' 35O anjo respondeu: 'O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível'. 38Maria, então, disse: 'Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!' E o anjo retirou-se."


Comentário por Padre Simeão maria, fmdj.

O sim de Maria vai ao encontro do Messias, de toda esperança da humanidade inteira. No seu seio virginal se estabelece a união indissolúvel de Deus com a humanidade. A Virgem de Nazaré responde afirmativamente para confirmar e realizar a promessa feita aos patriarcas e profetas do Antigo Testamento pelo Deus da Aliança. O sim de Maria possibilita a entrada de Deus no nosso mundo, a viver entre nós. No sim de Maria ecoa a voz do Filho, que ao entrar no mundo, se oferece em sacrifício e holocausto pelo pecado. Prenunciando o sim do Filho, Maria vai na frente como precursora dos obedientes, ela profetiza ao mundo que o Filho do Altíssimo vai nascer dela como o Sol nasce da aurora. Em Maria, a Palavra do Pai cumpre-se plenamente. Pela disponibilidade de uma mulher, a Palavra fez-se carne: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós...” (Jo 1,14). Agora Deus tem entre nós a sua morada SHEKINAH, construída por obra do Espírito Santo.

Maria recebe a visita do Arcanjo Gabriel, enviado por Deus para fazer um Anúncio grandioso. A pergunta é: Qual é o papel de Maria no projeto de Deus?

A Maria, Deus propõe que aceite ser a mãe de um “Filho”. Esse “Filho” diz-se, em primeiro lugar, que Ele se chamará “Jesus”. O nome significa “Deus salva”. Além disso, esse “Filho” é apresentado pelo anjo como o “Filho do Altíssimo”, que herdará “o trono de seu pai Davi” e cujo reinado “não terá fim”. As palavras do anjo levam-nos a 2Sm 7, e à promessa feita por Deus ao rei Davi através das palavras do profeta Natã. Esse “Filho” é descrito nos mesmos termos em que a teologia de Israel descrevia o “Messias” libertador. O que é proposto a Maria é, pois, que ela aceite ser a mãe desse “Messias” que Israel esperava, o libertador enviado por Deus ao seu Povo para lhe oferecer a vida e a salvação definitivas.

O Evangelho termina com a resposta de Maria: 'Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!' Afirmar-se como “serva” significa, mais do que humildade, reconhecer que se é um eleito de Deus e aceitar essa eleição, com tudo o que ela implica – pois, no Antigo Testamento, ser “servo do Senhor” é um título de glória, reservado àqueles que Deus escolheu, que Ele reservou para o seu serviço e que Ele enviou ao mundo com uma missão (essa designação aparece, por exemplo, no Deutero-Isaías – Is 42,1;49,3;50,10;52,13;53,2.11 – em referência à figura do “servo do Senhor”). Desta forma, Maria reconhece que Deus a escolheu, aceita com disponibilidade essa escolha e manifesta a sua disposição de cumprir, com fidelidade, o projeto de Deus.