Angelus: "Eucaristia faz amadurecer estilo de vida cristão" PDF Imprimir E-mail

Papa Francisco recordou neste domingo, 22, a importância de praticar a caridade ao próximo, de dar esperança aos que a perderam e de acolher os excluídos. Antes de rezar a oração mariana do Angelus, diante de dezenas de milhares de pessoas, o Pontífice se referiu também ao dom que Jesus confiou aos discípulos, a Eucaristia, no dia em que a Igreja celebra a festividade do Corpo e Sangue de Cristo.

Da janela do Palácio Apostólico, Francisco citou o Evangelho de João, dizendo que “Jesus não veio ao mundo para nos dar alguma coisa, mas para doar sua própria vida como alimento para aqueles que Nele creem”. 

O Papa evidenciou que cada vez que participamos da missa e comungamos, “a presença de Jesus e do Espírito Santo age em nós, plasma o nosso coração, e isto nos ajuda a assumir comportamentos coerentes com o Evangelho. Somente a caridade de Cristo, acolhida de coração aberto, nos torna capazes de amar, não com a medida humana, que é limitada, mas segundo a medida de Deus, ou seja, sem medida”. 

“Não é fácil amar quem não nos ama. Se sabemos que uma pessoa não nos quer bem, somos levados a ter a mesma atitude, mas devemos amar também quem não nos quer bem”. 

Após conceder a todos a sua benção, o Papa pediu que rezemos por ele, desejou ‘bom almoço’ e se retirou.