CHAMADO PARA DESOBEDIÊNCIA

Helmut Schüler – APA/Robert Jäger
Pe Helmut Schüler – APA/Robert Jäger

CHAMADO PARA DESOBEDIÊNCIA 

CONTINUAREMOS ABENÇOANDO CASAIS GAY

Sob o título “chamados à desobediência 2.0“, a iniciativa dos pastores austríacos esclareceu em um comunicado de imprensa na terça-feira: “Continuamos a abençoar os casais do mesmo sexo“. Com isso, a iniciativa reagiu a um decreto do Vaticano correspondente na segunda-feira.

Nele, a Congregação para a Doutrina da Fé declarou que não poderia haver bênção para uniões de pessoas do mesmo sexo de acordo com o ensino católico. “Nós, membros da Iniciativa de Pastores, estamos profundamente horrorizados com o novo decreto romano que visa a proibir a bênção de casais que amam o mesmo sexo“, disse o comunicado.

É uma recaída nos tempos “que esperávamos superar com o Papa Francisco”. Continuaremos – em união com muitos – a não recusar nenhum casal amoroso que peça para celebrar a bênção de Deus, e que esperamos todos os dias, até no culto. A realidade há muito tempo mostrou, disse ele, “que casais do mesmo sexo unidos no amor podem muito bem celebrar a bênção de Deus também eclesiasticamente. Uma teologia de vanguarda funda esta prática responsável”.

A iniciativa protesta veementemente a alegação de que casais do mesmo sexo são acusados de não fazerem parte do plano divino. “Aqui tentam minar a realidade da criação com presunções dogmatizantes. Lamentamos profundamente que este decreto, que visa a reavivar o espírito de tempos que se esperavam ter passado, alargue ainda mais o fosso entre a burocracia romana e a Igreja vivida no terreno”. A carta da Congregação para a Doutrina da Fé, disse ele, atinge muitos cristãos na cabeça e nega e desacredita “a mensagem libertadora de Jesus“.

Movimento de padres e diáconos católicos

A Iniciativa de Pastores é um movimento austríaco de padres e diáconos católicos de rito romano que apoiam novos caminhos na Igreja. De acordo com suas próprias declarações, seus objetivos são “paróquias vibrantes, estruturas sinodais contemporâneas da Igreja e, acima de tudo, uma Igreja universal credível e aberta que se concentra no serviço sincero às pessoas“.

Fundada em abril de 2006 por nove padres, a iniciativa agora conta com cerca de 350 membros pertencentes à tradicional Igreja Católica Romana. Mais de 3.000 leigos apoiam o movimento de reforma em torno do Padre Helmut Schüller.

Privacy Preference Center